O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 1
Portugal,  Europa

O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias

A Madeira é uma ilha portuguesa situada no Oceano Atlântico, conhecida pela sua beleza natural, clima ameno, gastronomia deliciosa e cultura rica. Se está à procura de um destino de férias que combine natureza, aventura, relaxamento e diversão, a Madeira é a escolha ideal para si. Neste artigo, vamos mostrar-lhe o que ver na Madeira, com um roteiro de 7 dias que inclui os principais pontos de interesse e as melhores atividades para fazer na ilha. Também vamos dar-lhe dicas práticas sobre como chegar, onde ficar, onde comer e o que levar na mala. Preparado para descobrir a pérola do Atlântico? Então, vamos lá! O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 2

Dia 1: Funchal

O Funchal é a capital e a maior cidade da Madeira, com cerca de 110 mil habitantes. É também o ponto de chegada da maioria dos visitantes, pois é onde se localiza o aeroporto internacional da ilha. O Funchal é uma cidade vibrante, cheia de história, cultura, arte e entretenimento. Aqui, pode encontrar desde monumentos históricos, museus, jardins e mercados, até bares, restaurantes, lojas e casinos. Há muito para ver e fazer no Funchal, por isso recomendamos que dedique pelo menos um dia inteiro para explorar a cidade. Comece o seu dia com um passeio pelo centro histórico do Funchal, onde pode admirar a arquitetura colonial, as ruas estreitas e as fachadas coloridas. Não deixe de visitar a Sé Catedral do Funchal, um dos mais importantes monumentos religiosos da ilha, construído no século XV em estilo gótico-manuelino. No interior, pode apreciar os belos azulejos, os talhas douradas e o órgão de tubos. Depois, siga para o Mercado dos Lavradores, um dos locais mais emblemáticos e animados do Funchal. Aqui, pode encontrar uma grande variedade de produtos locais, como frutas exóticas, flores, legumes, peixes e especiarias. Aproveite para provar algumas das iguarias típicas da Madeira, como a poncha (uma bebida alcoólica feita com aguardente de cana-de-açúcar, mel e sumo de limão), o bolo do caco (um pão redondo feito com batata-doce) e as espetadas em pau de louro (cubos de carne de vaca grelhados num espeto de madeira). O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 3 Em seguida, dirija-se ao Jardim Botânico da Madeira, um dos mais belos jardins da ilha. Aqui, pode contemplar mais de 2000 espécies de plantas provenientes de vários continentes, distribuídas por diferentes áreas temáticas. O jardim oferece também uma vista panorâmica sobre o Funchal e o mar. Para terminar o seu dia em grande, nada melhor do que subir ao Monte num teleférico que parte da zona velha do Funchal. O Monte é uma freguesia situada a cerca de 600 metros de altitude, onde se encontra o Santuário de Nossa Senhora do Monte, a padroeira da ilha. O santuário é um edifício do século XVIII com uma fachada branca e uma cúpula verde. No interior, destaca-se o altar-mor em talha dourada e o túmulo do último imperador da Áustria-Hungria, Carlos I, que morreu exilado na Madeira em 1922. Se quiser uma experiência única e divertida, pode descer do Monte até ao Funchal num carro de cesto, um meio de transporte tradicional da Madeira. Os carros de cesto são uns cestos de vime montados sobre dois patins de madeira, que são conduzidos por dois homens vestidos de branco e chapéu de palha. A descida é feita por uma estrada íngreme e sinuosa, a uma velocidade de cerca de 30 km/h. É uma aventura que não vai esquecer! O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 4

Dia 2: Câmara de Lobos, Cabo Girão, Ribeira Brava, Ponta do Sol e Calheta

No segundo dia, sugerimos que explore a costa sul da Madeira, onde se encontram algumas das mais pitorescas e encantadoras vilas da ilha. Para isso, pode alugar um carro ou contratar um tour guiado que inclui o transporte, o guia e o almoço. A primeira paragem é Câmara de Lobos, uma vila piscatória que fica a cerca de 10 km do Funchal. Câmara de Lobos é famosa pela sua baía em forma de ferradura, rodeada por casas coloridas e barcos de pesca. Aqui, pode apreciar o ambiente típico e genuíno da Madeira, bem como provar algumas das suas especialidades gastronómicas, como a sopa de trigo, o peixe-espada preto e a ginja (um licor de cereja). O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 5 Depois, siga para o Cabo Girão, o promontório mais alto da Europa e o segundo mais alto do mundo, com 580 metros de altura. Do miradouro do Cabo Girão, pode desfrutar de uma vista deslumbrante sobre o mar, a costa e as plantações de bananeiras. Se tiver coragem, pode também pisar no chão de vidro da plataforma suspensa que se projeta sobre o abismo. A próxima paragem é Ribeira Brava, uma vila que deve o seu nome ao rio que a atravessa. Ribeira Brava é uma vila simpática e acolhedora, com uma bonita igreja matriz do século XV, um forte do século XVIII e uma praia de calhau. Aqui, pode fazer uma pausa para almoçar num dos vários restaurantes que servem comida regional.

Continue a sua viagem até à Ponta do Sol, uma vila que recebe o maior número de horas de sol da ilha. Ponta do Sol é uma vila tranquila e charmosa, com um centro histórico bem preservado, uma praia de areia preta e um cais onde pode observar os pescadores. Não deixe de visitar a Igreja de Nossa Senhora da Luz, um edifício do século XV com um belo portal manuelino. A última paragem do dia é Calheta, uma vila que se destaca pela sua marina, pela sua praia artificial de areia dourada e pelo seu centro cultural. Calheta é também o local onde se produz a melhor aguardente de cana-de-açúcar da Madeira, que pode degustar na fábrica Engenho da Calheta. Aqui, pode também visitar o Museu de Arte Contemporânea Casa das Mudas, um edifício moderno que alberga uma coleção de obras de artistas portugueses e estrangeiros. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 6

Dia 3: Porto Moniz, São Vicente e Santana

No terceiro dia, propomos que descubra a costa norte da Madeira, onde se encontram algumas das mais impressionantes paisagens naturais da ilha. Para isso, pode alugar um carro ou contratar um tour guiado que inclui o transporte, o guia e o almoço. A primeira paragem é Porto Moniz, uma vila que fica a cerca de 50 km do Funchal. Porto Moniz é famosa pelas suas piscinas naturais formadas por rochas vulcânicas, onde pode tomar um banho refrescante nas águas cristalinas do Atlântico. Além das piscinas naturais, Porto Moniz tem também outros atrativos, como o Aquário da Madeira, onde pode ver várias espécies marinhas da região, o Forte de São João Baptista, onde funciona um museu dedicado à história local e à baleação, e o Centro Ciência Viva, onde pode aprender mais sobre a geologia e a biodiversidade da ilha. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 7 Depois, siga para São Vicente, uma vila que fica a cerca de 20 km de Porto Moniz. São Vicente é uma vila pitoresca e tranquila, com uma igreja matriz do século XVII, um solar do século XVIII e uma ponte românica. Aqui, pode também visitar as Grutas de São Vicente, um conjunto de galerias subterrâneas formadas por lava há milhares de anos. As grutas têm cerca de 1000 metros de extensão e podem ser percorridas num passeio guiado que dura cerca de 30 minutos.

Continue a sua viagem até Santana, uma vila que fica a cerca de 30 km de São Vicente. Santana é conhecida pelas suas casas típicas, com telhados de colmo e paredes pintadas de branco, vermelho e azul. Estas casas são um símbolo da cultura e da tradição da Madeira e podem ser visitadas no Parque Temático da Madeira, onde pode também encontrar outras atrações relacionadas com a história, a etnografia e a natureza da ilha. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 8

Dia 4: Pico do Arieiro, Ribeiro Frio, Poiso e Santo da Serra

No quarto dia, sugerimos que explore o interior da Madeira, onde se encontram as mais altas e imponentes montanhas da ilha. Para isso, pode alugar um carro ou contratar um tour guiado que inclui o transporte, o guia e o almoço. A primeira paragem é o Pico do Arieiro, o terceiro ponto mais alto da Madeira, com 1818 metros de altitude. Do cume do Pico do Arieiro, pode desfrutar de uma vista espetacular sobre as nuvens, as serras e o mar. Se for um amante de caminhadas, pode também aventurar-se pelo trilho que liga o Pico do Arieiro ao Pico Ruivo, o ponto mais alto da ilha, com 1862 metros. O trilho tem cerca de 12 km (ida e volta) e demora cerca de 4 horas a percorrer. É um percurso desafiante mas recompensador, que passa por paisagens incríveis e túneis escavados na rocha. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 9 Depois, siga para Ribeiro Frio, um local onde pode encontrar uma das mais belas florestas da ilha, classificada como Património Mundial pela UNESCO. Aqui, pode visitar o viveiro de trutas, onde pode ver e alimentar estes peixes de água doce, e o centro de interpretação da floresta laurissilva, onde pode aprender mais sobre esta vegetação única no mundo. Também pode fazer uma caminhada pelo trilho que liga Ribeiro Frio ao Portela, um percurso de cerca de 11 km (ida e volta) que dura cerca de 3 horas. O trilho passa por bosques densos, ribeiras cristalinas e miradouros fantásticos.

Continue a sua viagem até Poiso, um local onde pode encontrar um dos mais famosos parques naturais da Madeira, o Parque Ecológico do Funchal. Este parque tem cerca de 1000 hectares e oferece várias atividades para os amantes da natureza, como caminhadas, piqueniques, observação de aves e plantas, e até campismo. O parque tem também um centro educativo onde pode encontrar exposições interativas sobre a fauna e a flora da ilha. A última paragem do dia é Santo da Serra, uma freguesia que se destaca pelo seu ambiente rural e tranquilo. Aqui, pode visitar o Jardim Municipal do Santo da Serra, um jardim com mais de 25 mil metros quadrados que alberga uma grande diversidade de plantas ornamentais e exóticas. O jardim tem também um lago com patos e cisnes, um parque infantil e um campo de golfe. Aqui, pode também provar algumas das iguarias locais, como a sidra (uma bebida fermentada feita com maçãs), o bolo de mel (um bolo escuro e húmido feito com mel de cana-de-açúcar) e os queijos frescos. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 10

Dia 5: Machico, Caniçal e Ponta de São Lourenço

No quinto dia, propomos que descubra a costa leste da Madeira, onde se encontram alguns dos locais mais históricos e emblemáticos da ilha. Para isso, pode alugar um carro ou contratar um tour guiado que inclui o transporte, o guia e o almoço. A primeira paragem é Machico, a segunda maior cidade da Madeira, com cerca de 20 mil habitantes. Machico é uma cidade histórica, pois foi aqui que desembarcaram os primeiros descobridores da ilha, em 1419. Machico tem um centro histórico bem conservado, com uma igreja matriz do século XV, um forte do século XVI e um museu que conta a história da cidade. Machico tem também uma praia de areia amarela e um porto de pesca. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 11 Depois, siga para Caniçal, uma vila piscatória que fica a cerca de 10 km de Machico. Caniçal é famosa pela sua atividade baleeira, que durou até 1981. Aqui, pode visitar o Museu da Baleia, onde pode ver vários objetos e documentos relacionados com esta atividade, bem como esqueletos e réplicas de baleias e golfinhos. Caniçal tem também uma praia de areia preta e um cais onde pode observar os pescadores. Continue a sua viagem até à Ponta de São Lourenço, o extremo leste da Madeira, onde se encontra uma reserva natural protegida. A Ponta de São Lourenço é uma península rochosa e árida, com formações geológicas curiosas e uma vegetação rasteira. Aqui, pode fazer uma caminhada pelo trilho que percorre a península, num percurso de cerca de 8 km (ida e volta) que dura cerca de 3 horas. O trilho oferece vistas magníficas sobre o mar, as ilhas Desertas e a ilha de Porto Santo. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 12

Dia 6: Ilha de Porto Santo

No sexto dia, sugerimos que faça uma escapadinha à ilha de Porto Santo, a segunda maior ilha do arquipélago da Madeira. Porto Santo fica a cerca de 40 km da Madeira e pode ser alcançada por avião ou por ferry. Porto Santo é uma ilha tranquila e paradisíaca, com um clima seco e quente, uma paisagem árida e montanhosa e uma praia de areia dourada com 9 km de extensão. Porto Santo é o lugar ideal para relaxar, tomar banhos de sol e mar e praticar desportos náuticos. Em Porto Santo, pode visitar o centro histórico da Vila Baleira, onde pode encontrar a Igreja Matriz do século XV, o Forte de São José do século XVIII e a Casa Museu Cristóvão Colombo, onde viveu o famoso navegador durante alguns anos. Também pode visitar o Pico do Castelo, o ponto mais alto da ilha, com 430 metros de altitude, onde pode desfrutar de uma vista panorâmica sobre a ilha e o mar. Outro local interessante é o Pico Ana Ferreira, uma formação rochosa que lembra um órgão gigante. O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 13 Se quiser fazer algo diferente em Porto Santo, pode também experimentar a talassoterapia, um tratamento que usa a água do mar, a areia e as algas para fins terapêuticos. A areia de Porto Santo é rica em iodo, cálcio e magnésio e tem propriedades anti-inflamatórias e relaxantes. Pode fazer sessões de talassoterapia no Centro de Talassoterapia do Hotel Vila Baleira ou no Thalasso Spa do Hotel Porto Santo.

Dia 7: Levadas

No sétimo e último dia, sugerimos que faça uma das atividades mais populares e características da Madeira: caminhar pelas levadas. As levadas são canais de irrigação que foram construídos desde o século XV para levar água das zonas altas e húmidas para as zonas baixas e secas da ilha. As levadas têm cerca de 2500 km de extensão e acompanham-se por trilhos pedestres que permitem explorar a natureza exuberante da Madeira. Há levadas para todos os gostos e níveis de dificuldade, desde as mais fáceis e curtas até às mais longas e desafiantes. Algumas das levadas mais famosas e bonitas são:

  • Levada do Caldeirão Verde: uma levada que parte do Parque Florestal das Queimadas, em Santana, e segue até ao Caldeirão Verde, uma cascata de 100 metros de altura que forma uma lagoa verde. O percurso tem cerca de 13 km (ida e volta) e dura cerca de 4 horas. Pelo caminho, pode admirar a floresta laurissilva, os túneis escavados na rocha e as vistas sobre os vales e as montanhas.
  • O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 14

    • Levada das 25 Fontes: uma levada que parte da Calheta e segue até às 25 Fontes, um conjunto de pequenas cascatas que caem numa lagoa rodeada de vegetação. O percurso tem cerca de 9 km (ida e volta) e dura cerca de 3 horas. Pelo caminho, pode observar a diversidade de plantas e animais da ilha, como o louro, o til, o vinho-da-madeira e o tentilhão.
    • Levada do Risco: uma levada que parte da Rabaçal, em Paul da Serra, e segue até ao Risco, uma cascata de 100 metros de altura que forma um véu branco. O percurso tem cerca de 5 km (ida e volta) e dura cerca de 2 horas. Pelo caminho, pode desfrutar da tranquilidade e da beleza da natureza, com destaque para as flores silvestres, como as margaridas, as orquídeas e as estrelícias.

    Escolha a levada que mais lhe agrada e prepare-se para uma experiência inesquecível na Madeira!

    O que ver na Madeira: guia completo para explorar a ilha em 7 dias 15

    A Madeira é uma ilha que tem muito para oferecer aos seus visitantes, desde paisagens deslumbrantes, a cultura rica, a gastronomia deliciosa e a hospitalidade dos seus habitantes. Neste artigo, mostramos-lhe o que ver na Madeira, com um roteiro de 7 dias que inclui os principais pontos de interesse e as melhores atividades para fazer na ilha. Esperamos que tenha gostado deste guia completo para explorar a Madeira e que se sinta inspirado para visitar esta ilha maravilhosa. Boa viagem!

    Leave a Reply

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.